terça-feira, 3 de maio de 2011

Não entendo...

Pois é, sobrinha, pois é...
Um cara e uma moça que eu apresentei há quase um ano terminaram.
Para o mundo, queriam mostrar que tudo estivesse bem, muito bem; entretanto, a coisa estava a degringolar.
Um belo dia, ao que tudo indica, ela arrumou um sujeito, e foi um susto para ele (o cara, não o sujeito).
Hoje, o cara acompanha pelo Facebook os 'diálogos' (quiçá de Adão e Eva) entre ela e o sujeito que ela arrumou.
Estou boquiaberto. Parece que o cara tem lá suas culpas, mas, que eu saiba, ele não sabe (i) que as tem, (ii) quais são e (iii) o tanto que aquilo incomodava a moça.
Minhas perguntas: por que é que duas pessoas que estão num relacionamento sério não falam, uma para a outra, o que está se passando em seu mundão interior? Cada um tem um mundo só seu? Não era para serem um 'nós', em vez de um 'nó'?

2 comentários:

Cosette disse...

Oi, estive sem internet.
Então, porque o mundão oferecido pelo facebook é muito mais fácil de aceitar do que o nosso mundão interior, viu.
Ela exibe e ele escolhe aquilo que quer ver.

Há casos em que faz bem morrer sem saber.

Um beijo!

Amanda Marques disse...

Acho que as pessoas estão se tornando virtuais até na vida real.