segunda-feira, 13 de junho de 2011

O 'não', dito na hora certa...

Quando terminei meu último relacionamento, ele já estava acabado fazia muito tempo.
Eu a chamava para falar isso, mas ouvia coisas do tipo:
- Não venha me machucar com essas coisas!
- Vá pensar melhor antes de dizer isso!
E o tempo foi passando. Não havia diálogo sobre isso, mas apenas atritos. Não podia me abrir. Não podia dizer que não dava mais.
Hoje penso: deveria ter 'machucado', deveria ter dito, e pronto.
Ela teria sentido uma dor (talvez forte), na hora, mas isso depois teria sido assimilado, a dor teria passado, o tempo a amenizaria, enfim. Mas não. Eu fui pedindo tempo, tempo, tempo...
Com medo de magoar, acabei magoando mais.
Às vezes achamos que vamos poupar uma pessoa, escondendo-lhe informações. Hoje vejo que não. É melhor informar logo, para a pessoa também poder se defender.
Àquela época, quando eu vi já gostava de outro alguém. E não havia falado para minha 'ex' que com ela não era mais possível.
E há coisas que você tem que dizer na hora certa. Passada aquela hora, muito mais saudável não dizer mais nada.
Não penso nunca em voltar no tempo; contudo, se pudesse voltar no tempo olharia hoje para o rosto dela e diria:
- Desculpe, só gosto de você como irmã, hoje em dia. Mais nada.
Ia haver choro, ia haver vela, ia haver cinzas, mas eu estaria com a consciência tranquila para recomeçar.
Já foi. Há páginas do passado que são escritas com tinta indelével; contudo, se isso tenha que acontecer de novo, no futuro, nunca mais será assim. Será verdadeiro. Será um 'nêga, não dá mais de verdade' (O MOMENTO DO SURTO NÃO VAAALEEEE, APAGA!), dito depois de muito diálogo, de muita reflexão em conjunto, de muita elocubração e discussões. Mas é melhor do que fazer como eu fiz.
Maldito não, que a gente NÃO diz quando deve, e DIZ, porém quando NÃO DEVE.
Merda, merda, merda, merda, merda!

Um comentário:

Ahmanda Marques disse...

Nossa, esta postagem deve ter acabado com você, pois disse 'merda' 5 vezes seguidas!