quarta-feira, 30 de junho de 2010

Pernas, para que vos quero?

No meu tempo de criança, a mulher ou era bonita ou pensava. A disjuntiva era absolutamente coerente com a verdade: ou isso, ou então aquilo.
No meu tempo de criança, a mulher ou era gostosa ou pensava. Idem para a disjuntiva.
Hoje em dia, muita coisa mudou. A creatura tem cérebro, uma peitaria e umas coxas de dar inveja.
O pior é não se acanhar de mostrar ao público, mas isto são outros quinhentos.
Pode?

10 comentários:

Velhinho Decadente disse...

Uai, o mundo mudou e só você não viu? Abre os olhos, JV!

Dama de Cinzas disse...

A mulher evoluiu. Que bom né? rs

Beijocas

Cosette disse...

Ué, tem aí uns bichos que não se acanham de mostrar a sua feiura ao público, porque é que a mulher se deveria acanhar de mostrar as pernas?

Ah tio, deixa de ser antiquado, sô!
Até você deveria mostrá-las!

Beijo!

Jean Valjean disse...

Eu? Mostrar alguma coisa? Tá pirando? Tô pra ver quem é mais feio, o corvo ou eu.

Jean Valjean disse...

E quer saber mais? Para mim é puro exibicionismo.

Sarah Slowaska disse...

Concordo: vamos todos começar a andar de burca.

Jean Valjean disse...

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra, Sarah. Tem meio termo, né?

afonso rocha disse...

Desta vez não concordo, Jean!
As coisas bonitas são para se mostrar...
A burca??? Isso sim...mas para nós!
Uns feiosos...
Até que era cómico...
...e mais não digo...
já imaginou?????

Velhinho Decadente disse...

Mas é claro que as coisas bonitas devem ser mostradas.
Ah, Jean... você parou no século retrasado, em alguma comunidade pastoril.
Quanto aos homens, que me enchem de nojo, esses sim deveriam andar de burca. Apoio para Cô e Afonsão.
Jean, não abuse, senão eu levo a Cô para escrever comigo. Imagine só um blog escrito a três: Cô, Slowaska e eu!! Eu ia ser o homem mais feliz do mundo.

Cosette disse...

Ah, meu velhote, eu e a Sarah juntas não ia dar certo não.