sexta-feira, 4 de junho de 2010

Como fazer a mãe desistir da academia:

Ela, na cozinha, toda animada:

- Filha, nos matriculei numa academia!
- Acadê quem?
- Academia, filha, vamos nos exercitar juntas!
- Nossa, que emoção! – respondo em tom irónico.
Ela não nota.
- Vamos transpirar que nem porcas! Iuuppii!
Ela não responde.
- Vamos feder prá caramba! Weee!
Ela me ignora.
- Mãe, vamos feder!
- Lá tem chuveiro, Cô.
- Opá, vamos voltar com pé de atleta!
Ela não responde.
- Mãe, vamos ganhar pereba!
Silêncio.
- Mãe? Olha para mim!
Ela olha:
- Pe-réé-báá!!

21 comentários:

Jean Valjean disse...

Ô pessimismo incontrolável, sobrinha! Você é muito nova ainda, mas quando for da idade do seu tio, verá que exercícios físicos são importantes para a saúde.
Lembra que eu era gordo mórbido e perdi uns quilinhos, voltando a ter shape aceitável?
E há também a questão do colesterol, dos triglicérides, da glicose no sangue, afora os bons hormónios que a ginástica libera, melhorando o humor, a disposição, etc.
Principalmente agora, que você vai ter que enfrentar brigadas do Hamaz(s) ou/e do Fatah, precisa estar em forma, não?
Think about!

Jean Valjean disse...

Ah, tem mais: dá pra tomar banho de chinelas!

Jean Valjean disse...

Antes que eu me esqueça: uma ginasticazinha básica atrasa um pouco os efeitos da lei da gravidade. Imagine quando você, depois de uma certa idade, começar a despencar... ó, dor! Tira o sutiã, o peito vai até o umbigo. Tira a calça jeans, a bunda vai parar nas panturrilhas. Deita na cama, fica parecendo a lata de banha que caiu do armário e quebrou, esparramando aquele troço no chão. Ah... vai lá treinar, pô!

Jean Valjean disse...

Mudando de assunto: você viu a 'marcha para Jesus'? Quer dizer... viu, não: leu a notícia sobre? Sei não, mas acho que Jesus não compareceu. Parecia escola de samba. Eles param o trânsito. Eu não sabia que o 'caminho' para Jesus fosse a av. Prestes Maia, aqui em SP. Até quando, meudeus, até quando esses bispos, pastores e o escambau ao catano vão enganar o povo? E olhe, não duvido nada de que se a vida continuar algum fiel de boa fé vá para o céu e o maldito pastor, bispo ou o que seja, para o inferno ou o que o valha. Detesto isso. Bem dizia Nietzsche que o protestantismo é a hemiplegia do cristianismo.

Cosette disse...

Tio:

1º) Sou adepta do exercício ao ar livre. Detesto academia!

2º) Você nunca foi gordo mórbido. Graças à Deus, não perdeu as bochechas: elas continuam enormes e lindas!

3º) Eu não preciso de exercício para ficar de bom-humor. Basta não me enfiarem numa academia.

4º) Hahahaha! Morri de rir das brigadas! Vamos com calma...

Cosette disse...

Tomar banho de chinelo é simplesmente nojento.

Cosette disse...

"Deita na cama, fica parecendo a lata de banha que caiu do armário e quebrou"

Olha ele, traçando o meu futuro...
Veremos ! xD

Cosette disse...

Não seja cínico. Você me implorou de joelhos para que seguíssemos na marcha. E eu disse:
" Não tio, vamos pelo caminho do 666 que dá mais certo!" Só que você, mais rebelde do que nunca, agarrou num crucifixo, cruzou os braços com uma mórbida e foi atrás deles, bradando aos céus clamores intradutíveis!
Pensa que eu não me lembro? O cara retornou completamente convertido, com os pés doridos e a alma em chagas, tresandando a água benta.

Ora pois.
Eu e o six six six vimos tudo!

Jean Valjean disse...

Vamos lá, que a mocinha está teimosa, hoje: exercícios ao ar livre? O que você faz? Levantamento de chocolates Belgas no Parque de Aveiro? Mastigação de alfajores em Praça Pública? 110 metros com barreiras de Toblerone?
Sobriiinhaaaa, menina, toma tento!
Como assim, rir das brigadas? Tem é que aderir, vestir a camisa! Como dizia o querido Vicente Matheus, quem sai na chuva é pra se queimar, ora, ora!

Jean Valjean disse...

Dicas para tomar banho em chinelos: (i) lave-os bem; (ii) entre no box com os chinelos; (iii) lave bem os pés; (iv) continue o banho como se nada houvera havido.
Nojo do quê? Ô, desculpinha esfarrapada para não ir à academia!

Jean Valjean disse...

A lata de banha quebrada, com aquela gosma escorrendo, foi uma imagem que tive outro dia. Estava andando num grande centro popular, e notei que a moda, agora, entre algumas (muitas, rectius) mulheres é a seguinte: elas usam, por exemplo, 44, mas compram uma calça jeans 38, de cós baixo. Aí "amarram" a calça na cintura, como se fossem salame, ou parmesão cilíndrico. Acho que para vestirem a calça deitam na cama, o irmão lhes sobe na barriga, fica em pé, e o pai vai lá e abotoa. Quando as ditas cujas se levantam, o que ficou para cima da cintura (cintura? Minto. A calça é tão baixa, que quase se abotoa na virilha) despenca para todos os lados. Parece massa crua de bolo. Para piorar elas não usam camiseta para cobrir aquilo tudo, mas apenas um 'top'. Parecem São-Bernardos, cujas bochechas estão expostas entre a cintura e os peitos, e se orgulham de mostrar aquilo tudo. Uma das mulheres que vi conseguiu botar uma calça tão apertada, mas tão apertada, que provavelmente, para tirá-la, teria de ir ao serralheiro. Se soltasse um pum ficaria lá dentro, pois não teria por onde o gás se dissipar. A barriga dela ficou parecendo dois glúteos. Dantesco.
Mas tenho certeza de que não é o seu futuro, não! Você tem feito muito exercício físico, e ao que consta não é ao ar livre...
Abreijos!

Jean Valjean disse...

Eu? Acho que a adusta canícula aveirense cozeu os teus miolos! Bem sabes, darling-zinha, que vim a São Paulo para a parada de Domingo, pois que simpatizante da causa.
Na minha Bíblia, o Apocalipse acaba no livro 13, vers. 18. O resto eu arranquei a dentadas.
O que ressuma a água benta, na minha casa, é a minha pudicícia, que lavo com hissope em franca aspersão.
Six hundred, three score and six é o meu nome, ora bolas!
Abreijos!

Jean Valjean disse...

Êitxa, 'threescore'...

Cosette disse...

- Tio, até onde sei, não foi graças a academia que começaste a fazer exercícios. Até onde sei, você, como a sobrinha, detesta ambiente de academia. E, por fim, até onde sei, você é o meu tio, e não é suposto virar-se contra mim!

- Voltando ao chinelo, é nojento e pronto.

- Quanto as calças abotoadas na virilha, concordo em absoluto! É uma visão horrenda.

- Quanto aos teus lapsos gramaticais, é culpa do aspargo.

- Por fim, quanto aos meus exercícios físicos. Bem, ao menos eu não fujo deles, né? Daqueles...Já você...! Aliás, eu não arranjo desculpas estapafúrdias para não os fazer! Ética... --'

The end, Cô.

afonso rocha disse...

Cuidado, Cô....
O teu tio ainda dà em vidente!!!!!
...................................

Engraçado. Faz-me lembrar alguém da minha famiglia...

Em relação a tudo que li nesse "lindo" diálogo...
no coment
eheheh (eheheh não é comentário)

Boas. Para os dois. Já que o militar não se encontra na parada.

(será o Vau tour?)

afonso rocha disse...

Não aguentei com tanto riso. Tive de voltar....
Oh jean....como tens rason!

"amarram" a calça na cintura, como se fossem salame, ou parmesão cilíndrico"...

A próxima vez que entrar numa trattoria e me desmanchar de riso perante o cheuf...a culpa é tua!!!!
Votos para que as empregadas não sejam assim...senão...oh...

não digo mais nada, prometo...

Jean Valjean disse...

Cô, cô-mo assim eu 'virar-me contra' você? Jaméééé! Estou com você e não abro. Olha, eu não vou pracademia porque montei minha academiazinha em casa mesmo. No seu caso, que é jovem e tem mãe jovem, o melhor é ir pracademia. Lá poderá flertar com os bonitões, sejam ou não de alguma brigada militaresca, e ficará incentivada a malhar, malhar, malhar, até ficar saradíssima como a Sarah-díssima Slowaska!

Chinelas: desisto, faça como achar melhor. Tome banho de botas, ou então de galochas... ô, minina teimosa do capeta!

Não me fale em aspargo, que já sinto engulhos a dominar-me o esôfago e cercanias, peloamordobompai,denossasenhoraedosantopadinhopadiciço.

Aqueles exercícios físicos... ah, deixa pra lá. Você é jovem, eu não mais.

Jean Valjean disse...

Afonso, meu caro, o Vautour é mole demais para ser militar. Não é ele, não! Aliás, a carabina do Vautour já está enferrujada. Reza a lenda que vai atirar de novo com a proximidade do retorno de D. Sebastião (quer venha ou não).
Quanto às imagens, meu caro, a riqueza é muito grande. Há mulheres que põem meia arrastão e ficam parecendo a bola na rede; outras fazem as sobrancelhas e parecem os arcos dourados do Mc'Donald's; há ainda as que pintam as unhas mas parece que... bom, vamos pular esta parte.
Abraços!

Le Vautour disse...

Ooopa! Eu lá em cima protegendo você, e eis que vejo aqui algo como 'a carabina do Vautour está enferrujada'?
Saiba, Sr. Valjean, que o trabuco é véio, mas tem bala.
Ara, essa é boa.
Vou embora voando.

Cosette disse...

Ouch! Isso foi muito feio, tio, muito feio..

Jean Valjean disse...

Cô, eu cô-nheço o Vautour melhor que você, e o trabuco do pobre está mais para a espingarda do Mazzaropi. Ele mira para um lado e, se o tiro é exitoso, vai para o outro.
Bom de papo ele é... na real, porém, ih!