quarta-feira, 21 de abril de 2010

Que título, o quê? Basta de rótulos!

O que é o amor, esse sentimento cruel? Pela frente ele nos beija, pelas costas nos apunhala. Nos enche de alegrias, mas no átimo seguinte nos põe em prantos. Só se quer estar com a pessoa, e esquecemos de estar conosco, entregamo-nos para alguém e acabamos fugindo de nós.
Isso não é bom: vira vida de corpo presente, e de alma grudada a outra alma. Opa! Quem disse que o corpo da outra pessoa foi feito para abrigar duas almas, e que o nosso possa viver vazio?
Se nos amássemos em primeiro lugar, não ficaríamos abandonados.
Mergulhe sim nos olhos do ser amado, mas volte. E vá com tubo de oxigênio. Vá fundo: imergir é bom, mas emergir é essencial. Não se dê, pelo menos enquanto você não 'se tenha a si mesmo(a)', porque senão, criatura, estará a dar algo que você não tem - ilógico, ilegal, anti-psicológico.
Quem não se encontra dentro de si, muito menos espere encontrar-se em outro alguém.
Somos estúpidos o suficiente para querer duas coisas impossíveis: (1a) fugir a nós mesmos; (2a) encontrar-nos em terreno alheio. Bobagem! Ninguém escapa à própria sombra, a menos que se apaguem todas as luzes (e é idiossincrasia nossa desejar a luz). Ninguém se encontra em plagas que nem ao menos conhece!
Seremos D. Quixotes lutando contra moinhos de vento? Cândidos atrás de um Eldorado sem valor real? Cunegundas sem um pedaço do glúteo, envelhecidas?
Quantas viagens introspectivas ainda teremos de fazer, para lograr vencer esses padrões estultos, impensados, que nossos antepassados, burra e mecanicamente, nos impuseram?
Acorda, pô!

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

A paixão é assim mesmo do jeito que descreveu! O amor é construído com o tempo e é um sentimento mais calmo e mais sólido...

Acho sinceramente que usar o outro como tábua de salvação para sua vida é o que afunda a maioria dos relacionamentos. O outro não é solução pra nada na sua vida, ele tem que vir como complemento, se não for assim, a coisa deteriora...

Olha, vou dizer de novo que adoro seus comentários e já há quem goste de te ler por lá... ehehe... Tá fazendo fãs por lá... eheheh...


Beijocas

Cosette disse...

Ah, eu li viu? E concordo, tá? As perguntas são retóricas, né? Eu não consigo dizer nada, porque você simplesmente devorou o tudo o que havia para dizer.