quarta-feira, 12 de maio de 2010

E aí, Dna. Maria, o que há de novo?

- Muita galinha e pouco ovo!

Isto meu avô falava, quando eu era criança pequena, lá em Barbacena, para exemplificar a ausência de novidades, a vida difícil, a faina de sempre, mas com algum humor.

3 comentários:

Le Vautour disse...

Jean, eu fico um tempo sem vir aqui e o encontro a desatinar? Hahahahahaha... piadinha fraca, mas bem característica e metafórica.
Abração!

Cosette disse...

Hahahahahahaha! - não estou rindo prá você, tá? - Estou rindo para o teu avô!

Aindaestoudebico.

Le Vautour disse...

Valjean, consideremos: você é impiedoso com a menina! Ela é genial, trata você muito bem (quem dera tivesse eu uma parceira de blog assim!), e você passa sabões, quinaus e outros, na gaja, sem a menor razão de ser. Abra os olhos, ela tem mais juízo que você, ó maduro imaturo!
Cosette, perdoe o troncho do seu tio, que ele é parvo mesmo.