quinta-feira, 13 de maio de 2010

"On line na cama" - parte II

Chego a minha casa exausto, depois de um dia de trabalho pesado.
Tiro o uniforme do serviço, boto a dentadura num copo com água e Cepacol, arranco as sandálias. Vou para um rápido banho, venho para meu quarto. Faz frio. Tenho apenas um pijama. Já não está limpinho, pois que estou a usá-lo há três dias seguidos. Assim que esquentar, vou lavá-lo. Calço pantufas, um gorro (a idade já não me permite levar vento na nuca, e as janelas de meu humílimo tugúrio têm frestas), luvas e ligo o computador.
O Trillian ligado, eis que surge minha sobrinha. Penso em pedir-lhe algum auxílio emocional, pois os dias têm sido difíceis.
- Cô, você pode ajudar seu tio um pouco?
- Ah, tio, estou "on line na cama".
- Tudo bem, tudo bem... eu entendo. Os jovens podem tudo. Eu continuo off line na vida...

7 comentários:

Cosette disse...

Ô bicho ruim. Me fazendo passar por sobrinha maldosa, insensível e desnaturada! Até parece! Logo eu, que estou sempre amoitada caso necessites de algum auxílio!
E veja bem: você já me pegou on line na cama muitas vezes! Ah pois...!

Cosette disse...

Off line nada. Busy, talvez. No máximo, ausente. Mas off line, nunca. Não antes de eu te colocar a gravata com porquinhos.

Le Vautour disse...

Cô, parabéns: acabou com o senhorzinho. Você é uma sobrinha ótima, trata o cara bem melhor do que ele merece, embora viva amoitada. A gravata de porquinhos ia combinar com ele. Os porcos também são bochechudos. Depois v. o fotografa??

Le Vautour disse...

Hora das dúvidas: como assim, o Valjean pegou você, Cô, "on line" na cama? Só esta parte me deixou em dúvida, como a expressei em comentário ao post abaixo...

Cosette disse...

Os porquinhos são bochechudos e cor-de-rosa.... a cara do meu tio!
É claro que tiro. Já te falei da foto dele com uma rosa na boca? Preciso colocar aqui, actualmente ela serve como fundo de tela do meu computador.

Cosette disse...

Quanto a tua segunda observação, veja a minha resposta no post abaixo, e entenderás direitinho.

Um beijo!

Jean Valjean disse...

Sinceridade? Não entendi, não. Explica melhor, ou desenha?