segunda-feira, 17 de maio de 2010

Só a Cô sabe...

como sou feio. E eu sei que ela jamais vai revelar isso ao mundo.

6 comentários:

Sarah Slowaska disse...

Você ainda não se convenceu que a feiura em alguém como você, seja ela qual for, é simplesmente inexistente? Incompatível? Absurda? Ô bicho teimoso.

Cosette disse...

Exactamente, Sarah. Ele ainda não se convenceu.

Jean Valjean disse...

Sarah, prezada, sinto muito, mas você não me conhece. Logo, não sabe.

Cô, você sabe, e espero que... ih! Você passou a minha foto para a Sarah??

Queridas, é o seguinte: sou feio e pronto. E ponto. Obrigado por tentarem me animar! Abreijos!

Le Vautour disse...

Eu também sei, e garanto: é feio como negativo de fotografia de chapa; é feio como trombada de fusca e jumento; é feio como bater na mãe; é feio como infringir os dez mandamentos ao mesmo tempo; é feio como a fúria de Moisés sobre o faraó, enfim, tudo quanto se possa imaginar de feiúra. Mas veja só: eu também sou; logo...

Cosette disse...

Como é que sabes, Vautour? Vocês se conhecem sim, e muito bem!
Tio, se você continuar insistindo nesta tua falsa feiura, me verei obrigada a publicar uma determinada fotografia aqui. Com direito a texto, título e subtítulo, rodapé, parênteses, aspas, interjeições, melodrama e tudo.

Pense bem.

( A Sarah disse aquilo, Jean, baseada na tua imagem de perfil.)

Jean Valjean disse...

Cô, como assim o Vautour não me conhece? Conhece, sim, embora não conheça tão bem. Ele e eu somos quase tão feios um quanto o outro. Somos o Gianechini e o Th. Lacerda virados do avesso, lavados na água fria, secos no varal, encolhidos e desbotados. É isso. Ah, e com bolhas...