segunda-feira, 17 de maio de 2010

O cúmulo da coprorreia

É o sujeito fazer tanto cocô, mas tanto cocô, que comece a se virar do avesso e saia pelo próprio r*b*, a ponto de quando sua cabeça passar lá por baixo ele a mergulhar na água do vaso sanitário e começar a sufocar.
Hor-rí-vel esta, Cô! Horrível!

7 comentários:

Cosette disse...

Nossa, mas que imagem monstruosa foi essa??! Horrível, a imagem. A ideia é arrepiante, dolorosa e asfixiante.
Deus me livre! Adorei! Hahahahahaha!

Jean Valjean disse...

Cô, juro que fiquei orgulhoso de mim por ter criado isto! uaaaauuuuu! Hahahahahaha
Obrigado!

Le Vautour disse...

Quando a sua cabeça chegou lá embaixo você me viu? Sim, era eu.

Cosette disse...

Tio, ficou né? Deu prá sentir.
Nossa, Vautour, credo! Hahahahahaha!
Era nada.

Sarah Slowaska disse...

Com todo o respeito, mas eu não consigo deixar de pensar que o Jean, quando escreveu isso, em vez de cérebro, tinha dentro da cabeça um vaso sanitário. E a Cosette, a sua mais fiel companhia, fez o favor de puxar a descarga.

Como ela disse, a imagem é simplesmente horrível, mas teve a sua graça!

Beijos!

Jean Valjean disse...

Sarah, sensacional! Completou com tal propriedade a minha ideia, que eu mesmo não teria tido criatividade para tanto... Adorei isso! Vamos blogar juntos? Hehehehehe

Sarah Slowaska disse...

Eu aceitaria, viu, se a tua sobrinha não fosse meio Freddy Krueger!!